Quem Somos

O Banco de Caixas UAI é uma unidade criada para alugar, receber, higienizar, estocar e entregar embalagens plásticas padronizadas dentro das normas exigidas pela lei.

A aplicação do Banco de Caixas na CeasaMinas visa a padronização de embalagens, a melhoria da qualidade dos produtos comercializados e o aumento do nível tecnológico do pós-colheita.

Novo serviço vai higienizar, sanitizar e garantir mais qualidade dos produtos, através da utilização de embalagens plásticas padronizadas. Além disso, vai contribuir para redução de perdas e auxiliar com a responsabilidade sócio-ambiental

Oferecer alimentos com mais qualidade e saudáveis, reduzir perdas decorrentes de produtos mal embalados e ainda contribuir para o meio ambiente são alguns dos principais objetivos do Banco de Caixas Uai – Higienização & Logística, um serviço que será implantado na CeasaMinas a partir de 12 de fevereiro de 2012.

A iniciativa vai permitir o rastreamento, retorno, higienização e sanitização das caixas, por meio do acondicionamento e o transporte de frutas e hortaliças em caixas plásticas padronizadas.

O uso de embalagens para frutas e hortaliças in natura é regulamentado pela Instrução Normativa Conjunta 009 de 2002, do Ministério da Agricultura, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). A norma não determina que tipo de embalagem deva ser utilizada, mas prevê que toda caixa retornável necessita de higienização. O Banco de Caixas UAI permitirá a substituição gradual das embalagens de madeira, atualmente o tipo mais comum utilizado na maioria das Ceasas. Por não serem higienizáveis, as caixas de madeira reutilizadas contribuem para as perdas por danificarem os produtos, além de aumentarem o risco de propagação de doenças vegetais para as lavouras.

O Banco de Caixas Uai é uma unidade de armazenamento inteligente, criada para alugar, receber, higienizar, estocar e entregar embalagens plásticas padronizadas dentro das normas exigidas pela lei. Através dele, toda a cadeia participante, do produtor rural, passando pelo atacadista e varejista, até o consumidor final, serão beneficiados com a segurança alimentar, a qualidade do produto, a diminuição de perdas e a redução de custos. Além disso, o Banco de Caixas promove a responsabilidade sócio-ambiental, pois as caixas plásticas são recicláveis.

A introdução do Banco de Caixas Uai é uma medida que vai revolucionar o setor, modernizar o mercado e gerar inúmeros benefícios em cadeia, do produtor ao consumidor final, e também para o meio ambiente. O serviço contará com um laudo técnico de garantia da higienização e sanitização das caixas plásticas, com capacidade para lavar e receber até 50 mil caixas por dia, gerando numa primeira fase, 30 empregos diretos e 200 indiretos.

Estima-se que as perdas ao longo da cadeia cheguem a até 50% do total produzido para alguns produtos, entre a lavoura e a mesa do consumidor. A utilização de caixas de madeira tem significativa responsabilidade nessa perda. Além disso, podem machucar os produtos e com isso diminuir a sua vida útil.

As caixas de madeira também absorvem água, acumulam fungos e bactérias, e contaminam as lavouras com o cruzamento de pragas, ou seja, levam as pragas de uma lavoura para a outra através da caixa. Com a utilização das caixas plásticas padronizadas, higienizadas e sanitizadas, a tendência é que esses problemas sejam todos resolvidos.

O Banco de Caixas também vai permitir maior ganho para os produtores, que precisam investir muito em caixas de madeiras que se perdem na comercialização. As caixas plásticas são mais duráveis, tem expectativa de uso de 4 a 5 anos. Com isso, o número de caixas em circulação tende a diminuir. Outro detalhe é que os produtos serão comprados e vendidos pelo mesmo peso, pois não haverá variação no tamanho da embalagem específica para aquele produto.

Outros fatores positivos são a maior organização na loja e a limpeza na CeasaMinas, a contribuição sócio-ambiental, e a diminuição de perdas de alimentos no manuseio de produtos. Os produtos que serão comercializados dentro dessas embalagens e com todos esses critérios oferecerão vantagens até então inimagináveis como o ganho com a qualidade, a redução das perdas, menos produtos estragados, facilidade para transporte, carregamento e armazenamento.